30 abril 2012

Guilherme e os Agriões

Chegou às livrarias o novo livro da Máquina de Voar. Chama-se Guilherme e os Agriões e foi escrito pela Ângela Correia e ilustrado pela Maria L. Arriaga.

O Guilherme tinha um pacotinho de sementes e resolveu semeá-las no tapete do quarto. Mas um dia, depois de pôr os pais a dormir, o Guilherme descobriu que, no tapete do quarto, tinham crescido agriões em vez de alhos franceses. À procura do culpado pela troca de sementes, o Guilherme encontrou entre os agriões uma lagarta. Foi ela que o convenceu a subir pelos móveis e a descer pela cortina do quarto para abrir a janela. E porque quer uma lagarta a janela aberta? Bem... toda a gente sabe!

25 abril 2012

E o lançamento foi assim...

Foi uma tarde muito divertida, com muitos amigos, conhecidos e desconhecidos. Obrigada a todos.
Passou tão depressa que apetece repetir! A livraria Cabeçudos é muito bonita e muito simpática e o tempo ajudou. Correu tão bem (que acabou por correr bem demais...), os livros não chegaram e o espaço também não. Pedimos desculpa a quem teve que assistir do lado de fora da livraria e a quem acabou por ficar sem livro.

Aqui fica o registo fotográfico da apresentação do livro Quando a mãe era pequena.

Ar preocupado, a ver que o espaço não chegava para todos...


Os nossos convidados especiais :)

Os narradores.



O telefone fixo.

As cartas e os postais.



As compras na mercearia.

As viagens intermináveis...

Os discos de vinil.

As máquinas fotográficas não eram digitais!



Os atores (é esquisito mas agora é sem o c).





Aplausos merecidos. Foram fabulosos!

Lá fora, depois do lanche.







O relógio, perfeito para a ocasião!

24 abril 2012

Começou hoje a Feira do Livro de Lisboa

Começou hoje a 82.ª Feira do Livro de Lisboa. A inauguração estava marcada para as 17h, no Parque Eduardo VII, com a presença do secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, da vereadora da Cultura Catarina Vaz Pinto (em representação da câmara municipal) e de Paulo Teixeira Pinto, presidente da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL).

Ler mais no público e no site oficial da feira.

15 abril 2012

03 abril 2012

O que é ler, afinal?

A LER convidou alguns dos autores que passaram pelas Correntes d'Escritas, entre 23 e 25 de fevereiro, para um desafio em ano de 25º aniversário.
O primeiro e o segundo vídeo já estão disponíveis. O terceiro será exibido brevemente.

Retirado daqui.




02 abril 2012

Quando a mãe era pequena

No dia internacional do livro infantil apresentamos Quando a mãe era pequena, de Joana Cabral e Margarida Teixeira. O primeiro livro da editora Máquina de Voar!

Quando a mãe era pequena o mundo era um sítio diferente. Brincava-se na rua, não havia telemóveis, as compras faziam-se na mercearia e os discos eram de vinil. Mas também há coisas que nunca mudam...

Este livro é para todos. É um álbum ilustrado que fala sobre algumas diferenças entre gerações. Um tema que suscita sempre a curiosidade dos mais novos. As crianças adoram saber e os adultos adoram contar. Como era quando os pais eram pequeninos?
Aqui não há lugar para sermões nem se pretende dizer que dantes é que era bom e que agora o mundo está todo ao contrário. Nada disso. Mas o mundo era de facto diferente, sem microondas, computadores e telemóveis e sem DVDs e desenhos animados 24 horas por dia. Parece inacreditável mas era assim. A televisão a cores era um luxo, não tínhamos comandos e só existiam 2 canais.
Mas, por mais avançada que seja a tecnologia, há coisas que nunca mudam, como o amor entre pais e filhos.

O livro estará disponível nas livrarias a partir de dia 20 de abril, a distribuição está a cargo da Distribuidora de Livros Bertrand.

Quando a mãe era pequena
Texto: Joana Cabral
Ilustrações: Margarida Teixeira
32 págs, 200 x 220 mm, Capa dura

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...